Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google

Mamãe, você fica ansiosa todas as vezes que vai fazer o exame de ultrassonografia? Mas será que esse exame é seguro para você e para seu bebê?

De acordo com um artigo científico publicado em 2013 pelo National Center for Biotechnology Information, o mesmo avaliou sua segurança e concluiu que a ultrassonografia tem sido usada clinicamente há mais de meio século, sem relatos de efeitos colaterais ou prejudiciais em humanos. 

Nós da da G7 Assessoria, preparamos no blog de hoje,  um conteúdo especial para que vocês mamães saibam tudo sobre esse momento mágico e quais são os ultrassons mais importantes que devem ser realizados durante o período gestacional. 

Quando a gravidez é descoberta, imediatamente o médico nos encaminha para realizar uma ultrassonografia para que seja examinado a frequência cardíaca do bebê e através desse mesmo exame. Através dele consegue-se identificar o tamanho e o tempo gestacional que o bebê está bem como a previsão aproximada para seu nascimento, ou seja, realizar ultrassom é primordial para o acompanhamento e desenvolvimento do seu filho.

Existem dois momentos importantes para a realização do exame morfológico: um no primeiro trimestre (11 a 13 semanas) e o outro entre 18 e 20 semanas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Já a Organização Mundial da Saúde(OMS) recomenda a realização de apenas uma ultrassonografia, essa quantidade pode variar de acordo com as recomendações médicas e necessidades da gestante ou do feto, podendo variar pelas normas regidas por alguns países.

Usualmente a ultrassonografia transvaginal serve para avaliação do útero, trompas e ovários. Há também outros riscos e a identificação precoce pode solucionar algumas causas decorrentes da gestação ou não, como o câncer de ovário ou até mesmo o câncer de colo de útero. 

Há ainda algumas ultrassonografias que são solicitadas pelos especialistas médicos para identificação de algumas anormalidades que podem decorrer do período gestacional ou até mesmo de alguma alteração preexistente na mulher, mas é o especialista que recomenda a necessidade da realização do mesmo. 

A recomendação dos especialistas, no entanto, é para que realizem consultas periódicas e sigam as orientações médicas para que você e seu bebê estejam seguras durante esse tempo. 

O período de gestação é um dos mais importantes na vida da mulher, portanto, manter consultas ginecológicas e fazer o pré-natal certinho pode auxiliar e direcionar vocês mamãe numa gravidez sem grandes riscos.

E aí, curtiram o conteúdo mamães? Então compartilhem com mais gente! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

blank

Veronica Lozano

2021-07-16 00:29:32

Olá, sou casada moro na zona rual nunca contribui só meu marido, estou grávida de 5 mês tenho direito?
blank

Maria clenice Lourenço dos santos

2021-07-13 12:28:35

Meu filho Kauan tem 3 anos ainda não saiu totalmente das fraldas é muito difícil já tentei muito .
blank

Ellen

2021-04-28 00:35:08

Qual o valor do salário maternidade de uma jovem aprendiz?
blank

HOMENS TAMBÉM PODEM RECEBER O AUXÍLIO MATERNIDADE? – Meu Auxílio Maternidade

2021-04-08 17:20:58

[…] Em caso de adoção o pai possui direito ao salário-maternidade, se a criança tiver até 12 anos de […]
blank

HOMENS TAMBÉM PODEM RECEBER O AUXÍLIO MATERNIDADE? – Meu Auxílio Maternidade

2021-04-08 17:20:11

[…] O salário-maternidade é um auxílio assegurado à PESSOA pela previdência social, com o objetivo de assegurar até 120 dias em que a criança mais necessita de cuidados. […]

Posts relacionados

blank

Mecônio, já ouviu falar?

Você já ouviu falar sobre o mecônio, mamãe?  O mecônio  é a primeira fezes do bebê. Sua coloração é verde musgo e essa massa é

Read More »