Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google

Mamães, vocês já ouviram falar em Diástase abdominal? No blog de hoje, nós da G7 Assessoria falaremos um pouco sobre esse assunto e daremos dicas de como ajudá-las com o tratamento pré e pós-parto. 

A diástase abdominal é o afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo que geralmente acontece durante a gravidez, sendo a principal causa de flacidez abdominal e dor lombar no pós-parto.

Esse afastamento pode chegar a 10 cm de distância e se deve a fraqueza do músculo abdominal, que fica muito esticado devido ao crescimento da barriga durante a gravidez. No entanto, a diástase também pode acontecer fora da gravidez, especialmente em pessoas que levantam objetos muito pesados numa postura incorreta.

Como saber se você tem diástase abdominal? É possível desconfiar de que se está com uma diástase depois do parto ao sentir a região abaixo do umbigo muito mole e flácida ou observar uma protuberância no abdômen ao levar algum peso, agachar ou tossir, por exemplo.

Para se certificar de que é uma diástase abdominal é necessário:

  1. Deitar de barriga para cima e pressionar os dedos indicador e médio cerca de 2 cm acima e abaixo do umbigo, e depois;
  2. Contrair o abdômen, como se fosse realizar um exercício de abdominal.

O normal é que ao contrair o abdômen, os dedos saltem um pouco para cima, mas em caso de diástase os dedos não se movem, sendo possível até mesmo colocar 3 ou 4 dedos lado a lado sem que eles se movam com a contração abdominal.

Porém, vale ressaltar que algumas situações que favorecem o desenvolvimento da diástase abdominal é ter mais de uma gestação, ter uma gravidez de gêmeos, dar à luz um bebê com mais de 4 kg ou ter idade superior a 35 anos. Quando não está relacionada a gravidez, a diástase normalmente ocorre devido a fraqueza dos músculos abdominais.

Mas afinal qual o tratamento para isso? O tratamento para corrigir a diástase abdominal pode ser feito com exercícios, fisioterapia ou, em último caso, cirurgia, principalmente quando o afastamento é maior que 5 cm e os exercícios não foram eficazes para corrigir a situação. 

Por fim, é importante que busque sempre avaliação e um acompanhamento médico adequado para auxiliar vocês nos tipos de tratamentos e principalmente no diagnóstico correto do quadro. Cuidar de si e principalmente do seu bebê vai além de um ato de vaidade, é se resguardar para uma velhice com saúde e proporcionar a si mesmo bem-estar e autoestima.

Curtiram nosso conteúdo? Então compartilhe com mais pessoas 😉

Fonte: https://www.tuasaude.com/diastase-abdominal/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

blank

Ellen

2021-04-28 00:35:08

Qual o valor do salário maternidade de uma jovem aprendiz?
blank

HOMENS TAMBÉM PODEM RECEBER O AUXÍLIO MATERNIDADE? – Meu Auxílio Maternidade

2021-04-08 17:20:58

[…] Em caso de adoção o pai possui direito ao salário-maternidade, se a criança tiver até 12 anos de […]
blank

HOMENS TAMBÉM PODEM RECEBER O AUXÍLIO MATERNIDADE? – Meu Auxílio Maternidade

2021-04-08 17:20:11

[…] O salário-maternidade é um auxílio assegurado à PESSOA pela previdência social, com o objetivo de assegurar até 120 dias em que a criança mais necessita de cuidados. […]
blank

Fabiana Silva fraga

2021-03-16 18:14:56

Sou mei microempresa eu escolho quais das duas opções ? Urbana ou rural pra fazer meu pedido
blank

Vanessa

2021-02-28 10:32:26

Eu Tô Grávida já trabalhei como doméstica mais nunca tive a carteira assinada nunca contribui com INSS e eu tenho 17 anos será que eu tenho direito a algum beneficio

Posts relacionados

blank

Depressão Pós-Parto

Você sabia que 1 a cada 4 mamães podem ter depressão pós-parto? A mulher pode ser tomada por sintomas como tristeza repentina no pós-parto que

Read More »
blank

Leite Materno

Além de fortalecer o vínculo entre mãe e filho, o leite materno faz com que o contato pele a pele gerado por ambos contribua para

Read More »
blank

1º mês do bebê

Após o parto, muitas mamães têm dúvidas em como cuidar do seu bebê após o primeiro mês de nascimento. Principalmente aquelas de primeira viagem! No

Read More »