Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google

Mamãe, você já ouviu falar sobre a língua presa e sabe quais os cuidados necessários com o seu bebê ao observar essa alteração?

A alteração acontece quando o freio lingual limita a movimentação da língua e isso pode trazer várias consequências para o desenvolvimento da criança e esses problemas vão além da dificuldade na fala. 

Essa condição afeta cerca de 2.300 crianças a cada 10 mil nascimentos, de acordo com um estudo de 2013 da Universidade de São Paulo (USP). Chega a superar as patologias encontradas pelos Testes do Pezinho e da Orelhinha. 

No blog de hoje, nós da G7 Assessoria vamos falar sobre como identificar e a busca pelo tratamento adequado para assegurar o desenvolvimento do seu bebê. Iremos auxiliar vocês, sobre quais os procedimentos corretos e como fazer a busca adequada de um profissional para um tratamos efetivo.

No caso dos recém-nascidos, a linguinha presa tem sido uma das maiores causas de desmame precoce e pode acarretar também perda de peso no bebê, já que ele não consegue fazer uma sucção adequada, e se cansa muito ao mamar. 

Sendo assim, o bebê pode ter dificuldades ainda na transição para a papinha, porque tem a deglutição prejudicada. Estejam atentas em observar no período adequado se existe alguma dificuldade por parte da criança nesse período, mamães!

Um dos tratamentos sugeridos pelos especialistas, é a frenectomia (remoção do frênulo lingual) e a frenotomia (pequeno corte e separação do frênulo lingual. Essas são técnicas mais conhecidas para o tratamento da língua presa. 

A frenotomia é o processo mais indicado para recém-nascidos, sendo um procedimento muito simples, tanto que após executado já é ofertada amamentação ao bebê. A criança vai se adaptando aos movimentos adequados e consegue mamar com mais eficiência ao longo do tempo.

A observação precoce, pode possibilitar um tratamento mais eficaz, ou seja, quanto mais recente a identificação, melhor será para o desenvolvimento e maturação do seu bebê,  principalmente no que tange a fala da criança. 

O mais indicado é a busca pelo auxílio de um profissional como fonoaudiólogo. É primordial para os primeiros anos da criança, assim afasta de vez o possível atraso sofrido por qualquer dificuldade e um trabalho efetivo no que diz respeito à  linguagem na aprendizagem do seu filho.

Gostaram do conteúdo mamães? Então, compartilhem com pessoas que precisam saber dessas informações. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

blank

Veronica Lozano

2021-07-16 00:29:32

Olá, sou casada moro na zona rual nunca contribui só meu marido, estou grávida de 5 mês tenho direito?
blank

Maria clenice Lourenço dos santos

2021-07-13 12:28:35

Meu filho Kauan tem 3 anos ainda não saiu totalmente das fraldas é muito difícil já tentei muito .
blank

Ellen

2021-04-28 00:35:08

Qual o valor do salário maternidade de uma jovem aprendiz?
blank

HOMENS TAMBÉM PODEM RECEBER O AUXÍLIO MATERNIDADE? – Meu Auxílio Maternidade

2021-04-08 17:20:58

[…] Em caso de adoção o pai possui direito ao salário-maternidade, se a criança tiver até 12 anos de […]
blank

HOMENS TAMBÉM PODEM RECEBER O AUXÍLIO MATERNIDADE? – Meu Auxílio Maternidade

2021-04-08 17:20:11

[…] O salário-maternidade é um auxílio assegurado à PESSOA pela previdência social, com o objetivo de assegurar até 120 dias em que a criança mais necessita de cuidados. […]

Posts relacionados

blank

Mecônio, já ouviu falar?

Você já ouviu falar sobre o mecônio, mamãe?  O mecônio  é a primeira fezes do bebê. Sua coloração é verde musgo e essa massa é

Read More »
blank

Cólicas na Gestação

Quem aí já sentiu cólicas ou algumas pontadinhas na barriga durante a gestação? Segundo com os médicos, sentir dores uterinas durante a gestação são relativamente

Read More »